Vikings: de série histórica a série imprescindível

Nos últimos tempos tenho vivido -quanto a televisão refere-se- num mundo Marvel quase constante. Marvel Agents of SHIELD (da que já falei faz um tempo paulomirpuri.wordpress.com/marvelagentsofshield), Agent Carter ou Daredevil são três séries que me estão entreteniendo muito mas entre elas se coló de maneira inesperada uma série que pouco ou nada tem que ver com este universo Marvel: Vikings.

Vikings

Vikings

Vikings é uma série do canal History ambientada no mundo dos vikingos nórdicos e que tratava de ser um fiel reflexo desta cultura. O pretendido enfoque didáctico mantém-se ao longo das três temporadas já emitidas mas o peso de seu trama e a espectaculosidade a nível visual cresce na cada capítulo. Assim, qualquer que como eu se acerque a esta série com a ideia de conhecer mais em profundidade parte da cultura nórdica se vai encontrar uma produção enorme, uma história muito boa e uma partilha de actores com um nível médio muito elevado.

O argumento baseia-se na lendas do vikingo Ragnar Lodbrok, um dos mais famosos heróis nórdicos que chegou a saquear Grã-Bretanha e França. Lodbrok apresenta-se-nos como um guerreiro adiantado a seu tempo, curioso, inovador, ambicioso e rebelde.

Este guerreiro desafia ao chefe tribal de sua comunidade e decide iniciar uma aventura em territórios desconhecidos viajando ao oeste em lugar da o este como sempre faziam os vikingos. Em sua explorações descobre Grã-Bretanha (e posteriormente alguém lhe fala sobre Paris…) onde trata de criar novos assentamentos procurando o bem-estar de sua gente.

A história de Lodbrok compõe-se de diversos acontecimentos onde a épica e as relações humanas: familiares com suas esposas, irmão e filhos bem como sociais bem como com sua habilidade para negociar com os homens mais poderosos dos reinos cristãos.

A evolução da série

Os primeiros capítulos têm um marcado carácter educativo. Permitem-nos aprender muito sobre uma pouco conhecida cultura nórdica e apresenta-nos como viviam os vikingos: seus costumes sociais, suas crenças…Todo isso enquadrado numa produção de alto nível visual e combinado com muitas acção de sangue (e sexo ainda que este não tem tanto peso como em outras séries históricas como Roma ou Spartacus nem muito menos). Mas à medida que avança a trama e sucedem-se os capítulos e as temporadas, esta intenção didáctica se diluye a cada vez mais em enormes batalhas e sequências de acção.

A ambientación, o aspecto visual e as grandes “coreografas” nos combates -especialmente em luta-las corpo a corpo- convertem a Vikings num produto de entretenimento altamente recomendável.

Também gostaria de destacar ao elenco de actores. Travis Fimmel (Ragnar Lodbrok), a guapa Katheryn Winnick (Lagertha) e Clive Standen (Rollo) são três das personagens que mais peso assumem na história e o conseguem fazer com grandes interpretações e conseguindo que suas personagens atinjam importantes quotas de carisma.

A combinação de todos seus elementos consegue um produto final muito redondo e muito conseguido. Para mim tem sido uma das grandes surpresas e tem conseguido que (por um tempo) estacionei a grandes superhéroes de bandas desenhadas e me centre na história destes vikingos.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s